quinta-feira, 5 de maio de 2011

Osama Bin Laden

Não que seja normal ao ser humano festejar uma morte, pois o principio da nossa existência é que Deus nos da à vida, somente a ele cabe à hora de tirá-la de nós, porém como julgar a ação americana em matar o chefe da AL-Qaeda Osama Bin Laden como covarde ou severa demais, se ele não titubeou em matar covardemente milhares de pessoas inocentes, se ele não respeitou as varias formas de religião, nem pensou nos ritos religiosos para que fosse sepultada cada pessoa conforme seus costumes, mais matou covardemente, sem defesa seres humanos, seja nas torres gêmeas, ou pelo resto do mundo. Se ele ou qualquer grupo terrorista espalhado pelo mundo tem algum inimigo, que se vinguem dos políticos inimigos, não de pessoas inocentes que a única coisa que desejam é sobreviver, qualquer país que queira se omitir em se pronunciar a favor do que os Estados Unidos fez que fique omisso, mais ficar ou se pronunciar com qualquer tipo de critica contrária a atitude americana é demonstrar uma falta de amor com seu próprio povo e certa tendência ao terrorismo, pois na verdade não existiria outra atitude ou prova de respeito as famílias dos mortos de onze de setembro,e ao  povo americano que não fosse achar e executar Bin Laden,independente da maneira que fosse a missão.Ficar especulando se ouve falha,se deveria ou não ter sido executado,quem estava escondendo Bin Laden, cabe ao estados unidos averiguar ,pois o que fizeram foi  nada mais do que vingar seus mortos. Sim o mundo hoje respira aliviado por saber que não dividimos o mesmo ar com um ser que deixou como recordações um rastro de tristeza ,imagens que jamais sairão de nossa cabeça.O presidente dos Estados Unidos da America  Barack Obama ganhou muito politicamente com o assassinato de Osama  Bin- Laden,mais os vencedores desta batalha são os parentes das  vitimas do onze de setembro ,e o povo americano,que agora sim poderão sentir seus mortos sepultados definitivamente.

4 comentários:

guímel disse...

Caro Elias!

Quando um homem, uma mulher e uma criança, estão dispostos a sacrificar em nome de Deus por massacres de inocentes, nenhuma estratégia pode ser eficaz para acabar com essa barbárie. Depois do 11 de Setembro, o mundo não é "mais" como antes. Eliminaram Bin Laden, para por um fim do terrorismo fundamentalista, especialmente nesta fase histórica caracterizada pela agitação política e cultural dos países do Magrebe e do Oriente Médio. Obama congratula-se com o sucesso, mas é o primeiro a saber que a guerra não é foi vencida. Existem inúmeras células espalhadas...
Não sei se foi uma atitude correta, mas os familiares das vítimas, os americanos, e o mundo aguardavam um resposta dos Estados Unidos!

Belo texto como todos. Você enriquece a blogosfera!

Bjsss

Ricardo Roehe disse...

Amigo Elias, obrigado pela visita ao http://maustratosaoidosodenuncie.blogspot.com.
Fico realmente feliz que tenha gostado da minha proposta de ajuda aos nossos idosos que tanto sofrem no Brasil e no Mundo.
Já sou seu seguidor.
Abraço fraterno e Muita Luz em seu caminho.

Ilca Santos disse...

Olá Elias!

Excelente texto. Gostei do seu blog, temas realmente muito interessantes, já estou seguindo. Parabéns!!!
Grande abraço


http://thaisalbuquerquememoria.blogspot.com/

Miguel Curitiba PR. disse...

O Presidente Obama, sujou as mãos ao assinar em baixo uma invasão de um País Soberano, ao não dar direito ao réu de ser entregue à Justiça, ao assaltar uma casa com mulheres e crianças e matarem à todos!
Esse não é o dever de um Estado que se julga livre e democrático.
Se os Italianos estivessem invadido a Papuda para matar Bastitini, dizendo ser um terrorista, o Governo Brasileiro teria dado uma resposta à altura!
Mas a Itália, respeitou a decisão da Justiça Brasileira.
Se apoiarmos a atitude Americana de invasão, assassinato e ocultação de cadáver, estaremos nos subjugando à uma ditadura militar, onde o mais forte sobrepõe ao direito e a justiça internacional e de muitos países democráticos.
Veja o caso do Ex- General Ratko Mladic [http://g1.globo.com/mundo/noticia/2011/05/ratko-mladic-um-dos-senhores-da-guerra-da-bosnia.html], ficou foragido 16 anos, matou 12.000 mulçulmanos, mas está preso, à disposição de julgamento.
Quantos Presidentes e Tiranos no mundo mataram para estar no poder, prenderam, cercearam as comunicações, invadiram casas e exterminaram pessoas!
O Obama não precisava disso, ao invés de acabar com o terrorismo, acalentou a chama da vingança!
Lastimo o fato do Obama se igualar aos tiramos e assassinos que se julgam no poder para tal.
Se Bin Laden estava isolado, numa casa, era muito fácil, cercar, chamar a imprensa do mundo todo e dar voz de prisão! Mesmo que ele se matasse, mesmo que ele fugisse, mesmo que ele se safasse das Cortes de Justiça do mundo inteiro, era melhor que o Obama ditar uma nova Ordem Legal: "É prerrogativa do Governo Americano, invadir países, matar e fugir na calada da noite do que levar réus para as Cortes de Justiça".
Obama, mostrou estar à serviço de Banqueiros Judeus, que perseguem e matam muçulmanos todos os dias no mundo!
Assim não teremos paz nunca!
Sem justiça, teremos um mundo primitivo onde não se respeitam as leis.
Toda pessoa tem direito de ser julgada e de defesa ampla, não produzir provas contra si e ter preservado o delito de corpo, sem esse princípio, estaremos dando rédeas aos tiranos e assassinos que matam por vingança e se igualam aos terroristas!
Melhor resposta às famílias americanas seria dar o exemplo da dignidade humana, ao respeito às leis e não dar um péssimo exemplo de assassinato e ocultação de cadáver com invasão e assassinato empreendendo fuga na calada da noite!!
Isso já fazem os Terroristas!
Miguel Guimarães
Curitiba PR.